Líderes de facções estão sendo mandados para presídios fora do Rio Grande do Sul 

Mais de 300 agentes da segurança estão envolvidos na operação

Siga a Agência GBC no Instagram 

A Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul está transferindo, na manhã desta quinta-feira (15), 23 líderes de facções para presídios federais. Eles são apontados como responsáveis pela guerra do tráfico que deixou mais de 30 mortos nos últimos dois meses na Grande Porto Alegre. 

Mais de 300 agentes da segurança pública estão envolvidos na operação que começa na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (PASC) e termina no Aeroporto Internacional de Porto Alegre. 

Ainda não foi divulgada a lista dos criminosos que estão sendo transferidos. A operação está em andamento e não tem hora para ser concluída.