IDENTIFICADA | Policial Militar é acusado de matar a companheira e forjar suicídio com fio de luz | Agência GBC
23.2 C
Canoas
03 de fevereiro de 2023

IDENTIFICADA | Policial Militar é acusado de matar a companheira e forjar suicídio com fio de luz

Testemunhas relataram que o acusado foi em duas festas naquela noite.

Um policial militar foi preso neste sábado (26), em Guaíba, acusado de matar asfixiada a própria companheira. Ela foi identificada como Mariana Canofe Marques, de 21 anos. A identidade do homem não foi divulgada.

A Polícia Civil acredita que o suspeito forjou a cena do crime para parecer que a jovem tivesse tirado a própria vida se enforcando em um fio de luz. Testemunhas relataram que o acusado foi em duas festas naquela noite. Ele também foi visto saindo pela janela da casa e depois voltando pela mesma janela.

Conforme a investigação, o Policial Militar chamou um primo da vítima que trabalha como motorista de aplicativo para levá-lo até o local onde Mariana estava morta. Na avaliação dos investigadores, pode ter sido uma tentativa de criar um álibi sem levantar suspeitas.

A delegada Karoline Callegari, responsável pelo caso, afirma que a vítima estava com um machucado sangrando na cabeça e longe do sofá que em tese teria utilizado para cometer suicídio. Além disso, segundo ela, há outras contradições no depoimento do suspeito.

Através de uma nota, a Brigada Militar se solidarizou com a família de Mariana e afirmou que sua Corregedoria-Geral, o Comando Regional de Policiamento Ostensivo Centro-Sul e do 31° Batalhão de Polícia Militar estão acompanhando os fatos e tomando as devidas providências legais.

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!