17 C
Canoas
24 de junho de 2024

“Porque que mataram ele?” questiona esposa de motorista de aplicativo morto a tiros em Canoas

CLIQUE AQUI para receber as notícias no WhatsApp

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Canoas investiga a morte de Erlon Baptista de Oliveira de 49 anos. O crime aconteceu na noite da última terça-feira (3) na Rua HH, dentro da Contel, no bairro Guajuviras.

A reportagem de Agência GBC obteve, com exclusividade, acesso ao relato da esposa da vítima para os agentes da DHPP. Para os policiais, ela comentou que minutos antes do crime tinha conversado Erlon e que ele havia dito que levaria um passageiro do Guajuviras para a Rio Branco. Em seguida, a mulher faz o seguinte questionamento: “porque mataram ele?”

Essa é a pergunta que o delegado Robertho Peternelli quer responder com a investigação. Para ele, familiares relataram que a vítima estava fazendo uma corrida por fora do aplicativo. “Descartamos a hipótese de um crime patrimonial. No carro, a chave estava na direção e os criminosos não levaram. Entendemos que o objetivo era realmente atingi-lo”, afirma.

Peternelli relata que está escutando familiares e amigos. “Queremos entender qual a motivação alguém teria para ter chamado ele para o local e cometer o crime”, pontua.

O titular da DHPP ainda pontua que quem tiver denúncias anônimas que auxiliem na elucidação do crime pode ligar para o 0800 642 0121. O sigilo é garantido.

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!