Médico é preso em Canoas acusado de estuprar pacientes em Canoas | Agência GBC
29.9 C
Canoas
29 de janeiro de 2023

Médico é preso em Canoas acusado de estuprar pacientes em Canoas

Homem já tinha antecedentes por estupro, violação sexual mediante fraude e outros crimes

CLIQUE AQUI para receber as notícias no WhatsApp

Na tarde desta última quinta-feira (12), agentes da Delegacia de Polícia de Nova Hartz, coordenados pelo delegado, Felipe Borba, prenderam um médico, de 39 anos, com antecedentes por estupro, violação sexual mediante fraude e outros crimes. A prisão é oriunda de investigação de ato praticado em Nova Hartz, durante atendimento médico ginecológico na rede pública de saúde, em que uma paciente referiu conduta libidinosa e abusiva por parte do acusado.

Segundo o delegado Borba, “após verificarmos que o relato da vítima era fidedigno, devido aos antecedentes do acusado, que vinha cumprindo pena em regime aberto por condenação relativa a fato semelhante, representamos pela decretação de prisão preventiva, que restou deferida na quarta-feira (11). Após alguns procedimentos investigatórios, o médico foi localizado e preso em Canoas”, informou.

As investigações apuraram que o sujeito também havia sido alvo de denúncias por crimes semelhantes nas cidades de Caxias do Sul, São Leopoldo e Sapucaia do Sul, além de Nova Hartz.

Somente no dia 22 de Janeiro de 2022 foi divulgado Edital de Interdição Cautelar do exercício profissional do médico, por decisão do Conselho Regional de Medicina, motivo pelo qual o mesmo seguia atuando normalmente na rede de saúde. “Segundo o CREMERS, a condenação anterior não foi notificada à autarquia federal, o que inviabilizou que se procedesse ao respectivo processamento no âmbito ético-profissional”, explicou o delegado.

“Esperamos que a prisão de hoje contribua para a cassação definitiva do registro médico deste indivíduo”, ressaltou o delegado. “A expectativa é que surjam relatos de outras vítimas, que devem procurar a Delegacia de Polícia local”, finaliza.

Após as formalidades legais, o preso foi conduzido para a DPPA de Novo Hamburgo, para posterior ingresso no sistema prisional.

Fonte: Jornal Repercussão.

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!