Gerente de laboratório de facção é preso

O inicio das investigações se deu após a descoberta de um laboratório de drogas em dezembro do ano passado

CLIQUE AQUI para receber as notícias no WhatsApp

A Polícia Civil cumpriu, na manhã desta quinta-feira (16), dois mandados de prisão preventiva contra dois homens, de 30 e 36 anos, suspeitos de administrarem um laboratório de refino de cocaína no bairro Canudos, em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos. A Operação Refino foi deflagrada pela 1ª Divisão de Investigações do Narcotráfico (1ª DIN).

O inicio das investigações se deu após a descoberta de um laboratório de drogas em dezembro do ano passado, também em Novo Hamburgo. Na ocasião foram apreendidos cerca de R$ 500 mil em entorpecentes e materiais para produção de drogas, que pertenciam a uma facção com sede no Vale do Sinos, mas ninguém foi preso. 

Conforme a polícia, três suspeitos de gerenciar o local foram identificados e passaram a ser monitorados por policiais da 1ª DIN. Os mandados judiciais de busca e apreensão e prisão preventiva foram cumpridos contra dois deles e o terceiro homem segue sendo investigado.

Um dos suspeitos foi preso na manhã desta quinta, mas o outro não foi localizado e, agora, é considerado foragido. Segundo a Polícia Civil, todos possuem antecedentes criminais por tráfico de drogas. 

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!