Imagens mostram destruição no Mathias Velho em Canoas; Bairro segue submerso

Uma equipe de reportagem da Agência GBC embarcou em um barco para percorrer as principais vias do bairro Mathias Velho, em Canoas na manhã desta terça-feira (14), que foi completamente atingido por uma inundação após transbordamento do Rio dos Sinos no último sábado (11). (Veja vídeo abaixo)

Durante o trajeto, a equipe conseguiu observar a gravidade da situação. Diversas casas estavam submersas até o telhado, indicando o quão alto o nível da água chegou. Em algumas residências mais altas, foi possível ver moradores que se recusaram a abandonar seus lares, apesar dos riscos.

Eles permanecem em andarem superiores, aguardando as águas recuarem e recebendo mantimentos de socorristas. O Hospital de Pronto Socorro de Canoas (HPSC) agora se encontra vazio, com carros e ambulâncias submersos.

A cena no bairro é impressionante. O bairro, conhecido por ser o mais populoso de Canoas, agora enfrente uma das piores enchentes da história.

Além de Mathias Velho, os bairros Rio Branco, Fátima, Harmonia e Mato Grande foram afetados pelas inundações.

Imagens mostram destruição no Mathias Velho em Canoas; Prefeitura vai instalar mais motobombas

O prefeito de Canoas, Jairo Jorge, anunciou nas redes sociais medidas emergenciais para lidar com as enchentes que atingiram os bairros Mathias Velho, Rio Branco, Fátima e Harmonia na última semana.

O anúncio foi feito no início da tarde desta segunda-feira (13).

Diante da situação causada pelas fortes chuvas que inundaram essas regiões, o prefeito afirmou que a prefeitura está tomando providências para auxiliar no escoamento das águas. Uma das medidas anunciadas é a instalação de moto bombas em pontos estratégicos para acelerar o processo de drenagem.

Durante a transmissão, Jairo Jorge destacou a colaboração entre os gestores municipais de diferentes cidades do país. Ele mencionou que está liderando um mutirão com outros prefeitos para viabilizar a aquisição e locação dos equipamentos necessários para enfrentar a situação de emergência em Canoas.

Segundo Jairo Jorge, a previsão para o início dos trabalhos com as moto bombas nas áreas alagadas é de 48 a 72 horas. A iniciativa visa auxiliar no escoamento das águas para fora dos bairros.

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!