22.5 C
Canoas
23 de junho de 2024

Enchente em Canoas: Governo do RS vai construir cidade temporária para famílias desabrigadas

Uma delas será construída em Canoas

O Governo do Rio Grande do Sul irá construir quatro cidades temporárias na Grande Porto Alegre para abrigar famílias atingidas pela enchente. Uma delas será construída em Canoas.

De acordo com o vice-governador Gabriel Souza (MDB), as cidades provisórias são “locais mais adequados, porém provisórios, para que, durante algum tempo, as pessoas possam estar albergadas em locais com mais dignidade e conforto para si e para suas famílias”.

Além de Canoas, os espaços serão construídos em Guaíba, Porto Alegre, São Leopoldo.

Qual objetivo?

Segundo Souza, o objetivo das cidades temporárias é fazer que com escolas, universidades e ginásios, que estão sendo utilizados como abrigos possam, aos poucos, ser liberados, para retornarem às suas funções originais.

“São estruturas provisórias. Por algumas semanas elas podem estar atuando para acolher as pessoas. Esses modelos têm dormitórios, têm divisórias, têm banheiros, têm chuveiros e toda a estrutura. Elas têm uma proteção térmica e possibilidade de impermeabilização, para não ter problema de infiltração caso haja chuva”, detalha Souza.

Ainda, conforme Souza, será necessário contratar uma empresa para montar essas cidades provisórias. A contratação, segundo ele, pode ser finalizada já na semana que vem. Após a assinatura do contrato, seriam necessários 15 a 20 dias para montagem dos espaços a partir da entrega dos materiais por parte dos fornecedores.

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!