Idoso morre por leptospirose no Rio Grande do Sul

Conforme as autoridades de saúde, existe uma grande preocupação com a doença, pois há grande risco de casos em razão do contato com a água das cheias

Um idoso de 67 anos morreu vítima de leptospirose em Travesseiro, no Vale do Taquari. A região é uma das mais afetadas pelas enchentes no Rio Grande do Sul. 

A morte do homem ocorreu na última sexta-feira (17), mas somente foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde no domingo (19). O governo do estado aguarda confirmação laboratorial do óbito. 

Idoso morre por leptospirose no Rio Grande do Sul: o que é a doença? 

Conforme as autoridades de saúde, existe uma grande preocupação com a doença, pois há grande risco de casos em razão do contato com a água das cheias. A leptospirose é causada pela bactéria leptospira, presente na urina de roedores e comumente adquirida pelo contato com água ou solo contaminados.  

Quais são os sintomas? 

– Na fase inicial, os pacientes podem sentir febre igual ou maior que 38 ºC;

– Dor na região lombar ou na panturrilha;

– Dor de cabeça;

– Conjuntivite

 Os sinais de alerta para gravidade da doença são tosse, hemorragias ou insuficiência renal.

Tratamento

O Ministério da Saúde orienta que os casos suspeitos de leptospirose no Rio Grande do Sul devem ter tratamento imediato, que consiste no uso de substâncias e medicamentos para evitar o desenvolvimento da doença.

*Com informações da Agência Brasil

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!