12.8 C
Canoas
18 de julho de 2024

“É muito preocupante”, alerta meteorologista sobre previsão de chuva

Especialistas comparam com a situação que ocorreu no mês de maio, mas com menor intensidade

Após semanas de tempo firme no Rio Grande do Sul, a chuva deve retornar ao Estado nesta sexta-feira (14). A Defesa Civil do RS alerta para volumes de chuva próximos a 150 mm em alguns municípios até a próxima terça-feira (18).

A condição deve persistir até a próxima quarta-feira (19), afetando diversas regiões. Meteorologistas comparam o cenário a maio, mas com menor intensidade.

“É muito preocupante”, alerta meteorologista sobre previsão de chuva: Por onde a chuva começa?

Inicialmente, a chuva atingirá a Região Sul na tarde desta sexta-feira, com 10 mm previstos em Pelotas. A área de baixa pressão, movendo-se do Paraguai ao oceano, e uma frente fria vinda da Argentina causam essa condição.

No próximo sábado (15), a baixa pressão avança pelo Estado, trazendo volumes de 30 mm a 50 mm no Sul, Campanha, Fronteira Oeste, Região dos Vales e Centro. Pelotas deve registrar 40 mm, quase 40% da média mensal de junho.

Estrela e Santa Maria preveem 30 mm e 25 mm, respectivamente. Na Serra Gaúcha, Região Metropolitana, Norte e Noroeste, os volumes não devem exceder 20 mm.

Em entrevista para a GZH, o meteorologista Guilherme Borges explica que “uma combinação de sistemas meteorológicos vai forçar a entrada no Rio Grande do Sul a partir de sexta. No sábado, a chuva começa a crescer sob o Estado, podendo ser fraca na maioria das regiões. A Metade Sul pode ser mais afetada.”

“É muito preocupante”

A Defesa Civil alerta para queda de granizo e ventos de até 70 km/h na Campanha, Sul, Missões e Centro, e até 55 km/h na Metade Norte. Domingo (16) é o dia mais crítico, com volumes de 70 mm a 110 mm na Metade Norte, Centro, Região Metropolitana, Região dos Vales e Serra.

Porto Alegre e Estrela podem ter 80 mm, 61% da média mensal de junho. Passo Fundo e Caxias do Sul esperam 50 mm e 70 mm, respectivamente, quase metade do volume habitual de junho. No Sul, Fronteira Oeste, parte das Missões e Região Central, a chuva não deve ultrapassar 30 mm.

Segundo o especialista, os acumulados são elevados. “Registrar 30mm de chuva em um dia já é um sinal de alerta, porque é um valor alto para um curto período. Agora, 70mm ou 80mm, é muito preocupante”, alerta Borges ao portal GZH.

E na próxima semana?

Na próxima segunda-feira (17), a Metade Norte pode ser mais afetada, com 70 mm em Passo Fundo e 80 mm em Caxias do Sul. Santa Maria, Estrela e Porto Alegre preveem 30 mm. Em quatro dias, esses municípios podem acumular 150 mm de chuva.

Esse volume em quatro dias é metade ou mais do que o esperado para todo o mês de junho, que varia entre 100 mm e 200 mm.

Alerta hidrológico

Essa condição favorece alagamentos e aumento dos níveis de arroios e córregos. A Defesa Civil alerta para risco hidrológico, com rios Jacuí, Gravataí e Guaíba acima da cota de atenção, embora em declínio.

Quando melhora?

Na próxima segunda, a chuva deve reduzir em algumas regiões, com apenas 5 mm em Pelotas. Na próxima terça-feira (18), a condição retorna e pode persistir até a próxima quarta-feira (19).

Segundo o meteorologista Murilo Lopes, da UFSM, é cedo para prever a evolução dos sistemas na próxima semana. Ele espera que, na próxima quinta-feira (20), os sistemas avancem para o Paraná.

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!