CANOAS | 201 venezuelanos são acolhidos na cidade nesta quarta-feira

Foto: Gisele Uequed/Arquivo Pessoal

Da redação | A segunda turma de venezuelanos chegou ao Rio Grande do Sul no início da tarde desta quarta-feira. Os 201 venezuelanos, que participam do projeto de interiorização do Governo Federal, saíram de Roraima e desembarcaram do avião da Força Aérea Brasileira (FAB) no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre.

Da Capital, eles foram levados em seis ônibus, locados pela Organização das Nações Unidas (ONU), até o alojamento da rua Argentina, no bairro São Luís, em Canoas. No local, receberam as boas-vindas do prefeito Luiz Carlos Busato e da vice-prefeita Gisele Uequed, entre outras autoridades.

Do total, 65 são crianças de 12 a 13 anos, 13 adolescentes de 13 a 18, 56 homens de 19 a 53 e 67 mulheres de 19 a 57 anos.

Antes mesmo da chegada dos ônibus, a voluntária Marlen Pfort já aguardava na pousada a oportunidade de recepcionar os novos moradores.

Quero ajudar no que for necessário, como na questão da tradução para o português, que eles sentem dificuldade – relatou Marlen, que faz parte uma equipe de voluntários que vai ajudar na socialização e adaptação dos venezuelanos na cidade.

O prefeito de Canoas, Luiz Carlos Busato, explicou que a Aeronáutica ficará responsável pela alimentação, enquanto o município dará assistência social. Inclusive, revelou que foi acertado um convênio com a Ulbra para que as crianças recebem o aprendizado da língua portuguesa.

Busato destacou a quantidade significativa de crianças que chegaram ao Estado.

Teve uma senhora que desceu do avião chorando com nenê de colo e uma criança de 10 a 12 anos. Imagina a aflição dessa mulher de sair do seu país sem saber o que vai encontrar aqui. Foi bem emocionante – enalteceu o prefeito.

Na questão de empregos aos adultos, a secretária de Desenvolvimento Social de Canoas, Luísa Camargo, disse que inicialmente a Prefeitura deve traçar o perfil profissional de cada um.

Vamos analisar o que sabem fazer, o que já faziam antes e, a partir disso, encaminhar para o Banco de Oportunidades e apresentar as vagas para que possam se inserir – contou a titular da pasta.

Inclusive, empresas de Canoas e de cidades do interior gaúcho já manifestarem interesse em disponibilizar emprego aos imigrantes. Oportunidades que podem dar segurança financeira para dezenas de venezuelanos, como Adrian Rosé, de 21 anos, que veio com a família – a companheira Riliany e o filho Ahbrian, de quatro meses, que nasceu no Brasil.

No país de origem, Rosé trabalhava como pedreiro e mecânico. Assim como milhares de refugiados, Rosé e família escaparam da situação crítica de escassez de dinheiro e comida.

Tenho o sonho de trabalhar e dar o melhor para minha família. Estou muito contente por estar aqui – contou.

Adriano Rosé e família em Canoas. Foto: Jaime Zanatta/ GBC
Riliany, o pequeno Ahbrian e Adrian – em Canoas. Foto: Jaime Zanatta/ GBC

Os apartamentos terão seus aluguéis pagos pela ONU. O convênio, que inclui o valor de cerca de R$ 1 milhão, deve durar seis meses, podendo ser renovado se for necessário, dependendo da adaptação dos imigrantes.

Nesta quinta-feira, Canoas e Esteio receberão mais 96 venezuelanos cada.

Agência GBC

Em Agência GBC, você encontra notícias de Canoas, da região e do RS, prestação de serviço, áudios, vídeos e muito mais.

46 comentários em “CANOAS | 201 venezuelanos são acolhidos na cidade nesta quarta-feira

Deixe uma resposta para Anônimo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *