CANOAS | Duplo homicídio poderia ter acabado em chacina no Niterói

Foto: Brigada Militar/ divulgação

Da redação | Os investigadores ainda procuram pelos responsáveis que realizaram um ataque a tiros dentro do condomínio habitacional João de Barro, em Canoas, que resultou na morte de duas pessoas e deixou uma ferida. O crime ocorreu na tarde do domingo (12) de Dia das Mães. O prédio fica no nº 1.381 da rua Itamar de Matos Maia, no bairro Niterói.

Segundo o 15º Batalhão de Polícia Militar (15º BPM), os autores teriam chegado ao endereço utilizando um carro prata e, em seguida, efetuado os disparos. Um menor, de 17 anos, e um rapaz, de 23, foram atingidos e morreram no local. Outro jovem, de 23, também foi baleado e precisou ser hospitalizado. Um quarto indivíduo fugiu do local sem ser atingido pelos tiros.

Por pouco, o número de mortos não foi maior. De acordo com a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Canoas, a motivação para o crime seria o tráfico de drogas. Ainda no domingo, a Brigada Militar havia apurado que o caso não estaria ligado à disputa entre facções.

O local do crime. Foto: Jaime Zanatta/ GBC

Não há indicativos sobre disputa de território nem guerra de tráfico. Foi fato isolado de desavença local entre traficantes com mesma ligação”, explicou o comandante do 15º BPM, major Dirceu Abreu da Silva.

Segundo a DHPP, o menor de idade não seria o alvo dos criminosos, mas, como estava na linha de tiro, acabou sendo baleado e morto. Os investigadores acreditam na hipótese de que os verdadeiros alvos foram o jovem baleado e o indivíduo que fugiu. O 15º BPM também informou no domingo que as duas vítimas fatais não tinham envolvimento com o tráfico.

Agência GBC

Em Agência GBC, você encontra notícias de Canoas, da região e do RS, prestação de serviço, áudios, vídeos e muito mais.