Foto: Internet/ Reprodução

FOTO: Internet/Reprodução

Da redação | venda de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus novos no Brasil cresceu 27,56% em outubro, na comparação com o mesmo mês de 2016. O dado foi divulgado pela Fenabrave na última quarta-feira (1º).

No mês passado foram emplacados 202.860 veículos, contra 159.032 em outubro do ano passado. É o segundo melhor resultado do ano, atrás apenas de agosto, que registrou 216 mil unidades.

No acumulado do ano, foram vendidos 1,82 milhão de veículos novos no País. Isso mostra uma alta de 9,28% sobre o verificado no mesmo período do ano passado.

O avanço é puxado pelas vendas de automóveis e comerciais leves (picapes, vans e furgões), que representam a grande maioria dos emplacamentos e tiveram crescimento de 26,9% no mês e 9,69% no acumulado do ano, também na comparação com os mesmos períodos de 2016.

Marcas

Entre os carros de passeio e comerciais leves, a General Motors (GM)liderou o mercado brasileiro por mais um mês, com 18,5% do total ou 36.517 emplacamentos.

Em seguida, aparece a Fiat com 25.707 unidades (13,07%) e a Volkswagen com 23.659 unidades (12,03%).

Modelos

O Renault Kwid não conseguiu manter o bom desempenho de vendas de setembro, quando ficou com a vice-liderança do mercado, e caiu para a 17ª posição no mês de outubro.

Cada vez mais líder, o Chevrolet Onix segue na primeira posição, com quase o dobro do segundo colocado, o Ford Ka. O Hyundai HB20 aparece logo atrás, em terceiro.

Entre os SUVs, o Jeep Compass ultrapassou o Honda HR-V e virou o novo líder do segmento mais quente do momento, no acumulado de janeiro a outubro.

Pesados

O setor de veículos pesados mostra recuperação, mas ainda não conseguiu reverter o resultado negativo do início do ano.

As vendas de caminhões subiram 47% em outubro, para 5.055 unidades, enquanto as de ônibus aumentaram 54,56%, para 1.170 unidades.

Mesmo assim, no acumulado do ano, o segmento ainda apresenta queda de 2,84%.

Motos

Com problemas no crédito, o mercado de motocicletas também “patina” ainda. Em outubro, foram emplacadas 68.235 unidades, o que representa uma alta de 5,37% sobre o mesmo mês de 2016. No entanto, no acumulado do ano, ainda há queda de 15,76% nas vendas.

Fabricação

Com alta acumulada de 14,8% em 2017, a fabricação de veículos automotores contribuiu para o crescimento da produção industrial nacional, que fechou o terceiro trimestre com crescimento de 1,6%. Na comparação com setembro de 2016, o aumento do setor automotivo é de 20,9% e na relação com agosto de 2017 o setor cresceu 1%.