FOTO: Brigada Militar/Divulgação

FOTO: Brigada Militar/Divulgação

Da redação | Uma agência do Banrisul de Cerro Grande do Sul, na Zona Sul do Rio Grande do Sul, foi alvo de um ataque durante a madrugada desta quinta-feira (2). O local foi explodido e dinamites teriam sido usadas no crime. O segurança foi usado como refém e, mais tarde, foi liberado sem ferimentos.

Conforme informações da Brigada Militar, mesas, cadeiras, computadores e caixas eletrônicos foram danificados. Uma parede, que fica ao lado do cofre, ficou rachada por conta da força da explosão. No momento da explosão, diversos moradores da região foram acordados com o barulho.

Muitas pessoas estavam na rua na hora do ataque e algumas testemunhas relataram que viram homens usando roupa preta perto da agência. Todos estavam com os rostos cobertos. A quadrilha ainda atirou contra a sede da Brigada Militar, que fica em frente ao banco. Quando os tiros foram disparados, não havia ninguém no prédio.

A cidade de Cerro Grande do Sul conta com quatro policiais militares, mas um está afastado por lesão e outro foi cedido para o município de Tapes.