Da redação | Mais de 20 mil eleitores gaúchos voltaram às urnas neste domingo (19). Os eleitores de Ivoti e de Paraí, escolheram o novo prefeito.

Em Ivoti, o eleito foi Martin Kalkmann do Partido Progressista (PP). Ele foi recebeu 51,45% dos votos. Na sequência vieram Marli Gehm do PMDB, com 27,62% dos votos e Edio Voger, do PT, com 20,94% dos votos. 13.496 eleitores compareceram às urnas, com uma abstenção de 15,59%. Os votos brancos somaram 3,19% e os nulos, 5,72%.

A nova eleição na cidade, se deve ao fato de Maria de Lourdes Bauermann, prefeita eleita em 2016, ter tido o mandato cassado por de abuso de poder econômico e captação ilícita de sufrágio. Ela foi condenada por envolvimento no esquema de fraude que, segundo o Ministério Público, envolvia o favorecimento de pessoas em atendimentos médicos no Sistema Único de Saúde (SUS) em troca de votos.

Já em Paraí, na Serra, o vencedor foi Gilberto Zanotto do PDT. Ele obteve 52,27%, o que totaliza 2.879 votos. O candidato derrotado foi Laurindo Ártico do PMDB, que recebeu 2.629 votos, ou 47, 73%. O município teve novo pleito, porque o ex-prefeito Oscar Dall Agnol teve o registro negado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por não ter deixado o cargo de subsecretário-geral adjunto da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Casca, também na Serra, quatro meses antes da eleição, como a lei exige.

Os novos prefeitos devem tomar posse em dezembro.