FOTO: Daer/Divulgação

FOTO: Daer/Divulgação

Da redação | A concorrência que irá escolher a empresa que construirá um novo viaduto na RS-118 sobre a Avenida Theodomiro Porto da Fonseca, em Sapucaia do Sul, na Região Metropolitana de Porto Alegre, foi interrompida. O aviso de suspensão foi publicado no Diário Oficial do Estado da última segunda-feira (20). As propostas seriam conhecidas no dia 11 de dezembro.

O edital será alterado porque os valores previstos para pagar a Fundação de Ciência e Tecnologia (Cientec) serão retirados. Ainda não há previsão de quando a concorrência será reaberta.

Antes da alteração da disputa, o governo gaúcho previa gastar até R$ 12,7 milhões com a travessia, que terá extensão de 200 metros. A obra deverá ser realizada em até 300 dias. Vencerá a disputa quem propor construir o viaduto com o menor preço.

A duplicação dos 22 quilômetros da RS-118 começou em julho de 2006. As obras pararam em novembro de 2014 e só foram retomadas em 2017. O governo já repassou às construtoras R$ 22 milhões neste ano. Os recursos estão saindo do Tesouro do Estado.

Obras em andamento:
– Duplicação do trecho entre os km 5 ao 11;
– Recuperação da pista velha entre os km 5 ao 11;
– Construção do acesso ao viaduto da Avenida Frederico Ritter;
– Construção do acesso ao viaduto da Avenida Itacolomi;
– Construção do viaduto da avenida Marechal Rondon.

Obras dependem da assinatura de contrato para começarem: 
– Duplicação do lote 1, do km 11 ao 21;
– Construção de elevada sobre o poliduto da Transpetro.

Concorrência que está suspensa:
– Sinalização da nova pista.

Licitações que ainda precisam ser realizadas:
– Duplicação do lote 3, do km 0 ao 5;
– Viaduto do trensurb;
– Pontes do Arroio Sapucaia;
– Macaquemento (elevação) do viaduto da RS-020.