Foto: Pampas Safari / Divulgação

Da redação | O desembargador Armínio José Abreu Lima da Rosa anulou liminar de primeira instância da Justiça que impedia a continuidade do abate de centenas de cervos no Pampas Safari, em Gravataí. A decisão foi emitida na tarde desta quarta-feira (29).

Com isso, a proprietária do negócio continuará o plano de encerramento das atividades no local. Esse processo prevê o sacrifício ou a venda dos animais.

O Pampas Safari está fechado para o público desde o ano passado. A maioria dos animais no local são cervos, que estão sob suspeita de terem contraído tuberculose bovina.