FOTO: Derl Colombo Jr./Prefeitura de Canoas

FOTO: Derli Colombo Jr./Prefeitura de Canoas

Da redação com informações da Prefeitura de Canoas | A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Canoas anuncia para os próximos dias a ampliação de especialidades dentro do mutirão de consultas no Hospital Universitário (HU), além da inauguração do novo prédio do Centro de Especialidades Médicas (CEM), na próxima segunda-feira (18), que terá capacidade para realizar 380 atendimentos diários e funcionará das 8h às 20h.

O novo prédio do Centro de Especialidades Médicas (CEM), localizado na rua Brasil 438, no Centro, abrigará também o Serviço de Atenção Especializada (SAE) e o Centro de Testagem e Acompanhamento (CTA). No total, 42 profissionais trabalharão no CEM. As áreas contempladas são as seguintes: Dermatologia, Pediatria, Pneumo-Pediatria, pequenos procedimentos cirúrgicos, Traumatologia, Psiquiatria e Atendimento LGBT.
Na avaliação da secretária de Saúde de Canoas, Rosa Groenwald, a inauguração deste equipamento é uma demonstração de compromisso da atual gestão em oferecer um atendimento qualificado à população. “Agora o usuário terá um espaço no Centro da cidade em que poderá ser atendido em um local moderno por uma equipe qualificada”, explica a secretária da Saúde de Canoas. O CEM atenderá pacientes encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e via regulação da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).
Mutirão no HU
A Saúde também dá continuidade ao mutirão de consultas em diferentes especialidades no Hospital Universitário. Neste sábado (16) ocorre o quarto final de semana de atendimentos nas especialidades de Nutrição e Psicologia, e o terceiro em Dermatologia. A expectativa é de 250 agendas somadas as três áreas. Até o momento foram realizadas 930 consultas com a equipe de Nutrição e Psicologia. Do total de usuários que já estiveram no HU, 44 tem indicativo para realização de cirurgia bariátrica.
Na segunda-feira acontece a abertura do mutirão nas especialidades de Pneumologia, Cardiologia e Endocrinologia que, somadas, tem uma demanda reprimida de aproximadamente 10 mil consultas. No primeiro momento serão abertas 300 agendas por semana além do atendimento de rotina no HU. O atendimento contará com três médicos e acontecerá de segunda a sexta-feira. “Não vamos parar, pois o HU tem uma fila de 28 mil atendimentos que precisam ser colocados em dia. Somente na Ortopedia sozinha são aproximadamente 10 mil consultas”, frisa Rosa Groenwald.