FOTO: Internet/Reprodução

Da redação com informações da Prefeitura de São Leopoldo | A última pesquisa de preços da cesta básica apresentou um aumento de 1,81% em relação ao mês de novembro. De acordo com o levantamento do Procon de São Leopoldo, o produto que apresentou a maior variação foi o extrato de tomate, com 83,66%. Já o produto que mais reduziu de valor foi o tomate, variando em média -32,37%.

Segundo a chefe de atendimento, Anajara Nowatzki, o aumento do extrato de tomate foi verificado em todos os estabelecimentos pesquisados. Porém, o fato de dois fornecedores não possuírem as marcas tradicionalmente mais econômicas, potencializou a variação deste índice. “Nestes estabelecimentos verificamos que os produtos encontrados variaram mais de 100% em comparação com os produtos mais em conta, identificados no mês anterior. Isso acabou refletindo na pesquisa mensal”, explica. A pesquisa registra os produtos com os menores valores encontrados, assim como acontece com o consumidor, quando ele comparece no supermercado para adquirir um determinado produto. “É importante destacar que todos os levantamentos de preços são realizados no mesmo dia, para que a comparação entre os fornecedores retrate uma situação real de compra”, salienta Nowatski.

O pesquisador do Procon, Diefrei Boaventura, observou que somente um dos estabelecimentos pesquisados possuía todos os 27 itens da pesquisa. “Constantemente, temos identificado a ausência de algum produto da lista. Pode ser uma coincidência, pois a pesquisa é realizada sempre na primeira semana de cada mês, período este em que os fornecedores ainda estão recebendo alguns produtos”, afirmou. Entretanto, segundo Boaventura, também pode ser considerado que alguns produtos estejam migrando para novos formatos (peso, quantidade, características). “Neste último caso, o fabricante tem a obrigação de informar a alteração ostensivamente ao consumidor”, alerta.

O objetivo da pesquisa realizada pelo Procon é coletar o menor preço e a marca de cada item pesquisado. Ao identificá-los, nos quatro fornecedores, é realizada a comparação e a variação de preços com o mês anterior. Com isso, busca-se estimular e incentivar os consumidores a realizar uma prévia pesquisa de preços, antes de comprar os produtos. “Ao adquirir o hábito de pesquisa e comparação de preços, o consumidor poderá otimizar o seu poder de compra e se surpreender com a economia”, diz a pesquisadora.

Confira a pesquisa na íntegra