FOTO: Arquivo Pessoal/Reprodução

Da redação | O mecânico Tiago Becher Bonato, de 37 anos, foi morto na frente da família por volta das 23h desta quarta-feira (17), na Rua Barros Cassal, no centro de Flores da Cunha, na Serra Gaúcha.

Segundo a Brigada Militar, a vítima estacionou o carro e desceu para negociar a compra de um ônibus que estava estacionado na rua há dias. A mulher ficou aguardando com o filho dentro de um Audi da família, quando três homens armados chegaram e queriam levar o carro. Os criminosos teriam chegado em um Corsa e não levaram o Audi.

A mulher, que estava com a criança de sete anos no banco traseiro, não teria descido do carro e o marido, que estava do outro lado da rua, tentou intervir e foi baleado. Ele chegou a ser socorrido ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

A vítima era morador de Caxias do Sul, trabalhava no bairro São Leopoldo, e havia ido a Flores da Cunha para negociar o ônibus.

De acordo com o capitão Ângelo Ferraz, comandante da Brigada Militar da cidade, havia câmeras de segurança nas imediações e as imagens serão encaminhadas para a Polícia Civil. “É uma ocorrência bem atípica para cidades até médio porte como Flores da Cunha. A maioria dos casos é de furto de veículos e não  de assaltos a mão armada”, conta.

É a primeira morte violenta registrada neste ano na cidade. O velório de Bonato será na sala 1 das Capelas Cristo Redentor. O enterro será às 18h no cemitério de Fazenda Souza.

Investigação

De acordo com a delegada titular de Flores da Cunha, Aline Martinelli, a Polícia Civil trabalha com duas linhas de investigações, tanto com a hipótese de crime de latrocínio (roubo com morte) como homicídio. Ainda durante a madrugada, foram ouvidas testemunhas, a mulher da vítima e o homem que estaria vendendo o ônibus.

Segundo Aline, a polícia já tem imagens das câmeras do município que serão analisadas para auxiliar na investigação. Outros familiares e pessoas da redondeza serão ouvidos ainda nesta quinta-feira (18).