Da redação | O soldado William Siqueira, 28 anos, se recupera após uma granada de gás lacrimogênio ter explodido em uma de suas mãos, na tarde da última quinta-feira, em Capão da Canoa, no Litoral Norte. O acidente aconteceu na sede do 2º Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (2º BPAT).

O artefato explodiu por volta de 16h30, em uma sala onde ficam armazenados equipamentos do Pelotão de Operações Especiais (POE), do qual William faz parte. No momento, em outro espaço do POE, estava ocorrendo visita de alunos de um projeto social.

Após a explosão, o soldado foi conduzido ao Hospital Santa Luzia e, após cerca e uma hora e meia, transferido ao Hospital da Brigada Militar de Porto Alegre. O fato será investigado internamente pela corporação.

William passou por procedimento cirúrgico e não corre risco de morrer. Ele se recupera e passa bem.