FOTO: Polícia Civil/Divulgação

Da redação | A 4ª Delegacia do Denarc apreendeu 103 armas, na madrugada desta terça-feira (20), em Alvorada, na Região Metropolitana de Porto Alegre. São diversos calibres de revólveres, fuzis e submetralhadoras artesanais. Um homem de 57 anos foi preso em flagrante por ser o responsável pela fábrica clandestina.

Segundo o diretor de Investigações do Denarc, delegado Mario Souza, uma residência servia como uma espécie de fábrica de armamentos. No local, que funcionava de forma camuflada, foram localizados revólveres calibre 32, 38, pistolas, espingardas, três submetralhadoras e um fuzil.

A polícia acredita que as armas eram vendidas entre R$ 1 mil e R$ 15 mil. Os principais compradores eram bandidos que assaltavam lojas e residências na Região Metropolitana. Além disso, a fábrica também tinha traficantes na lista de clientes.

O Denarc vai apurar, em um segundo momento, quantas armas eram produzidas por mês na fábrica clandestina e ainda a identidade dos compradores. O nome do preso não foi divulgado para não atrapalhar a investigação.

A operação foi denominada “Armeria” e a investigação durou um ano e dois meses. Também houve a apreensão de R$ 300 mil e de drogas.