FOTO: Derli Colombo Jr./Prefeitura de Canoas

Da redação | O Conselho Municipal de Transportes de Canoas aprovou, por unanimidade, na última segunda-feira (19) a proposta de reposição tarifária para o transporte coletivo do município. Dos atuais R$ 3,75, os usuários de ônibus em Canoas passam a pagar R$ 4,20. A empresa Sogal havia solicitado um reajuste no valor de R$ 4,46.

Análise dos custos

Após análise dos valores expostos pela Sogal, a SMTM chegou à conclusão de que o maior impacto na tarifa de ônibus em Canoas é devido ao custo com pessoal da empresa (quadro de funcionários), que chega a impactar em 65% a tarifa (R$ 2,85). Em seguida, vem o custo variável (combustível, peças, acessórios, entre outros), com 25%, R$ 1,09 do valor da passagem. Entre os outros gastos estão previstos o custo de capital e as despesas administrativas da empresa (6% e 4% respectivamente).

Para chegar ao valor inicial de R$ 4,40, a SMTM calculou um acréscimo de R$ 0,07 no valor do combustível, R$ 0,16 por conta da renovação da frota, R$ 0,12 pelo dissídio da categoria dos rodoviários, R$ 0,15 pela redução no número de passageiros e R$ 0,15 por conta outros gastos gerais.

O apontamento sobre a redução no tempo de integração do transporte em Canoas, que possibilitou a redução de R$ 0,20 no cálculo final, deve interferir em apenas 3,2% do total de usuários na cidade.

Para o secretário de Transportes e Mobilidade, Ademir Zanetti, a gratuidade é o principal fator que incide no preço da passagem. “Em Canoas, 25% dos usuários de ônibus não pagam passagem, o que acaba inchando o preço da tarifa. Vamos seguir cobrando a Sogal para que ofereça ônibus com qualidade, segurança e conforto aos canoenses, como acompanhamos nos últimos meses”, ressalta Zanetti.

O novo preço da passagem em Canoas entra em vigor na próxima quinta-feira (22).

Frota renovada

A população de Canoas percebeu um avanço na qualidade do transporte coletivo no município. Isso porque em 2017 a Prefeitura notificou a Sogal para que renovasse a frota de ônibus. A empresa se comprometeu com a oferta de 33 novos ônibus. Foram 16 veículos zero quilômetro entregues em julho para a população e outros 17 seminovos, vindos do Rio de Janeiro, alguns com menos de 40 mil quilômetros rodados.

No total, R$ 9 milhões foram aplicados para a renovação da frota, sendo que desde 2009 não era feito um investimento neste patamar. Os novos veículos são modernos, equipados com internet Wi-Fi e acessibilidade. Com estes novos ônibus, foi possível retirar 20 veículos de circulação, que já estavam com muito tempo de uso. Mesmo assim, houve aumento de 9,42% na frota de Canoas. Atualmente, são 138 ônibus, sendo que 35% deles têm ar-condicionado e 75% têm acessibilidade universal.