Foto: Alex Schneider/ Divulgação/ Agência GBC

Da redação | A Polícia Civil passa a investigar o estupro de uma universitária de 17 anos, ocorrido durante uma festa de calouros, na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs) de Santana do Livramento. O crime teria ocorrido em oito de março, no apartamento de um dos estudantes envolvidos na confraternização.

A adolescente registro o caso no dia 13 do mesmo mês, momento em que começou a lembrar do abuso. Segundo a delegada do caso, Giovana Muller houve o consumo de bebidas alcoólicas durante a festa, o que teria contribuído para que a jovem não se lembrasse inicialmente do fato.

Depoimentos colhidos até o momento apontam para um agressor. A perícia deverá confirmar a relação entre as partes.

A estudante abandonou a Uergs.

A Universidade emitiu uma nota sobre o caso.

“Diante da gravidade do fato noticiado, envolvendo estudantes da Instituição, a UERGS adotou todas as medidas cabíveis no âmbito educacional:
a) acolheu a estudante e familiares e ofereceu orientação sobre os procedimentos que deveriam ser tomados perante esferas criminais, para apuração e repressão de crime;
b) promoveu evento de caráter educativo, inclusive chamando à participação não só instituição pública, mas também entidades da sociedade civil, para tratar sobre o tema da violência contra a mulher com a comunidade acadêmica;
c) por fim, aguarda as investigações e uma resposta dos órgãos competentes em âmbito criminal, como ente da sociedade.
Assim, manifesta publicamente que diante de situação de extrema gravidade não quedou silente, mas, contrário senso, adotou todas as medidas nos limites da sua competência funcional.”