FOTO: Vinicius Thormann/Prefeitura de Canoas

FOTO: Vinicius Thormann/Prefeitura de Canoas

Da redação* | A Prefeitura de Canoas decretou situação de emergência preventiva no Município por tempo indeterminado em decorrência da paralisação nacional que prejudica o abastecimento de combustíveis nos estabelecimentos. Serviços essenciais seguem normalmente, como na saúde, serviços urbanos e segurança. Conforme a Sogal, concessionária no transporte coletivo urbano de Canoas, a circulação de ônibus será normal nesta segunda-feira. Se houver qualquer tipo de mudança na tabela horária a partir de terça-feira, a empresa fará um comunicado ainda na segunda-feira. Já as aulas na rede municipal (EMEIs e EMEFs) estão suspensas por tempo indeterminado.

EDUCAÇÃO

Nesta segunda-feira, 28, diretores estarão nas instituições de ensino para comunicar aos pais que, por ventura, não ficaram sabendo da determinação. Após as instituições ficarão fechadas. Além de problemas para o abastecimento de insumos que compõe a alimentação escolar por parte dos fornecedores da Prefeitura, pesou também na decisão a dificuldade de locomoção de grande parte dos professores que moram em outras cidades.

SAÚDE

Os serviços da saúde seguirão normal. Os hospitais de Pronto Socorro e Universitário, as UPAs e as UBSs, a farmácia municipal e o transporte social de pacientes não serão prejudicados. A Prefeitura de Canoas se coloca à disposição da direção do Hospital Nossa Senhora das Graças, que é uma instituição privada, para ajudar nas medidas internas para a manutenção dos atendimentos.

SEGURANÇA

A área da segurança não foi afetada pela paralisação, inclusive ocorreu aumento do policiamento nas ruas. A fiscalização do descarte irregular de lixo também está sendo intensificada, especialmente para conter a descarga de material trazido de outros municípios.

SERVIÇOS URBANOS

A coleta de lixo está mantida normalmente em Canoas nos próximos dias, inclusive atividades como capina, roçada e mutirões de limpeza.

*Com informações da Prefeitura de Canoas