Foto: Divulgação

Da redação | A Stihl anunciou nesta quinta-feira que aumentará em R$ 200 milhões o valor dos recursos para a ampliação de sua fábrica em São Leopoldo, no Vale do Sinos, onde emprega 2,3 mil pessoas. Até 2022, segundo o presidente da multinacional alemã no Brasil, Cláudio Guenther, serão investidos R$ 500 milhões.

Estávamos avaliando o planejamento estratégico do grupo para os próximos cinco anos e decidimos ampliar esse investimento, passando de R$ 300 milhões para R$ 500 milhões. O trabalho em conjunto com o governador é importante para mostrar que a empresa não está sozinha. Está sendo apoiada pelo governo. Isso também ajuda o governo a saber que estamos acreditando no futuro do estado – salienta o gestor.

O presidente ainda revelou que a inauguração do novo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento, que faz parte do projeto de expansão da planta produtiva da fábrica na cidade, ocorrerá em 5 de novembro.

A Stihl, líder no mercado brasileiro na fabricação de motosserras, também organizará uma cerimônia para marcar o início das obras de um novo prédio, de 13 mil m² para montagem de produtos.