FOTO: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Da redação | Uma caldeira explodiu na manhã desta segunda-feira (16) no frigorífico Marinês Borges, em Taquara, no Vale do Paranhana. Dois funcionários morrem na hora. Quatro funcionários ficaram com arranhões e escoriações.

Conforme informações do Corpo de Bombeiros, as vítimas estavam colocando lenha no equipamento quando houve a explosão. A caldeira fica em uma sala de aproximadamente 20 metros quadrados que ficou destruída.

A corporação informou que a caldeira era antiga e que não suportou a pressão. Segundo os bombeiros, a força da explosão fez com que os corpos fossem arremessados a mais de 25 metros de distância. As vítimas foram identificadas como: Alberto Scrauss de 53 anos e Roberto de Oliveira de 36.

O Instituto Geral de Perícias (IGP) está no local. Uma vistoria da Prefeitura de Taquara confirmou que o alvará e as licenças estão em dia. O local é fiscalizado pelo Estado. Além disso, não há multas à empresa. Já o Plano de Prevenção e Proteção contra Incêndio (PPCI) está regular.

O que diz a empresa?

A Agência GBC tenta contato com o proprietário do frigorífico. Porém, ele informou que só vai se declarar oficialmente depois da perícia do IGP.