Foto: Polícia Civil/ Divulgação

Da redação | Após mais de 15 horas de julgamento, Igor Rafael Schonberger, 24 anos, foi condenado a sete anos e 11 meses de prisão por atear fogo na ex-namorada, Bárbara Hoelscher, 26. O crime aconteceu na residência do casal, em Lindolfo Collor, no Vale do Sinos.

A sentenção foi proferida pela juíza Larissa de Moraes Morais, por volta da meia-noite desta sexta-feira. Igor foi acusado de tentativa de feminicídio triplamente qualificado, que dificultou a defesa da vítima.

O crime ocorreu em 10 de novembro de 2016, quando o homem colocou inseticida na boca da sua então companheira. Igor, que já tinha antecedentes por violência doméstica, ainda colocou fogo em Bárbara, que teve metade do corpo queimado.

O acusado está preso na Cadeia Pública de Porto Alegre desde fevereiro de 2017.