FOTO: Wagner Ficher/GBC

Da redação | Novo Hamburgo amanheceu sem transporte público nesta terça-feira (31). O motivo é a paralisação promovida pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário.

A categoria decidiu em assembléia na última segunda-feira (30), iniciar uma greve em decorrência do percentual de reajuste salarial proposto para os trabalhadores. Piquetes foram montados na madrugada e impedem a saída dos ônibus das garagens da Viação Hamburguesa e Viação Futura.

A reivindicação dos rodoviários é pela reposição salarial de 3,30% referente ao ano passado e aumento de 2,5% nas remunerações de 2018.

Por meio de nota, a Prefeitura de Novo Hamburgo informou que não integra o processo de negociação coletiva entre o Sindicato e as empresas de ônibus. E, dentro das possibilidades legais, está tomando as medidas cabíveis para minimizar os impactos para a população.