reprod internet

Da redação | Agentes da Polícia Civil devem investigar a morte de uma criança de três anos de idade, em Gravataí. Na noite de segunda-feira, ela deu entrada no Pronto Atendimento 24 horas da cidade já sem vida.

O caso foi comunicado à Brigada Militar, por volta de 23h45. Ao comparecer no PA, os PMs ouviram o relato do padrasto. Ele disse que estava sozinho em casa com o enteado, quando a criança passou mal e não conseguia respirar.

Conforme o relato, o homem levou o menino ao Pronto Atendimento. Durante o trajeto da residência até o PA, ele teria parado de respirar.

De acordo com os plantonistas da unidade de saúde, a criança chegou ao local sem vida e com hematoma na cabeça e lesões pelo corpo. Apesar disso, a causa da morte não foi descoberta. Apenas os laudos da perícia é que vão apontar as causas do óbito.

O corpo foi encaminhado ao DML para exame de necropsia. Já o padrasto foi encaminhado à DPPA de Gravataí.