reprod

Foto: Tânia Márcia Tomaszewski

Da redação | Os temporais têm causado transtornos para moradores da Região Metropolitana de Porto Alegre. Em Canoas, a base aérea registrou ventos de 102 km/h, mais que em outras estações no interior gaúcho do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), que registraram 67 km/h em Santa Maria, 64 km/h em Santiago e 62 km/h em Alegrete.

Entre os estabelecimentos atingidos, a Escola Municipal Tancredo de Almeida Neves, no bairro Estância Velha, registrou alagamentos. Funcionários precisaram retirar o excesso de água de salas, corredores e do refeitório. No ParkShopping Canoas, o forro do teto desabou na praça de alimentação, mas ninguém ficou ferido.

A instabilidade avança para o Norte e Nordeste do Estado, provocando temporais com ventos fortes e granizo.

Segundo a CEEE, 30 mil clientes estão sem luz devido aos temporais do fim de semana, a maioria deles em Pelotas. Nesta segunda-feira, na área da RGE Sul, 25 mil pontos estão sem o fornecimento, sendo o Centro e a Fronteira as áreas mais castigadas. Na área da RGE, foram contabilizados casos isolados de falta de energia.

A previsão indica a chance de novos períodos com temporais nas áreas da RGE e RGE Sul. Portanto, as equipes das concessionárias atuam em regime de contingência.