FOTO: Divulgação

Da redação | Foram divulgadas no final da tarde deste sábado (20) a identidade dos dois acusados de participarem do ataque a tiros que vitimou o soldado Bruno Rodrigues, em Canoas. Cristofer Nelton Santos Guimarães de 28 anos e Filipe Alexandre Silva Araújo de Sá de 22 anos foram presos em uma ação conjunta da Brigada Militar com a Polícia Rodoviária Federal durante a madrugada deste sábado, na BR-290, em Gravataí.

Os dois já estavam com a prisão preventiva decretada pela justiça. Eles estavam no Fiat Punto Prata que foi utilizado na noite do crime em 27 de setembro.

CANOAS | Polícia Civil busca suspeitos de tentar matar policial militar na Santos Ferreira

Na ocasião, outros dois homens também participaram da ação. Um deles já foi preso e outro segue foragido. A ocorrência foi registrada na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de Gravataí. Até o momento, a identidade da dupla não foi divulgada.

O crime

O PM de folga dirigia um Hyundai ix35 pela Avenida Santos Ferreira, no bairro Nossa Senhora das Graças, quando foi abordado por dois indivíduos, que haviam desembarcado de um Punto de cor prata e pretendiam roubar o automóvel do soldado. A vítima foi atingida por quatro disparos de arma de fogo, na face, no abdômen e nas costas. Os criminosos fugiram, mas não levaram o veículo.

O soldado foi socorrido, próximo a um posto de combustíveis, e encaminhado ao HPSC em estado grave. Ele ficou internado por mais de duas semanas e faleceu na madrugada do último domingo (14).

Bruno Rodrigues de Souza ingressou na Brigada Militar em 2009 e era lotado no 15º Batalhão de Polícia Militar (15ºBPM) de Canoas. O soldado deixa esposa, uma menina de nove meses e um menino de 11 anos.