Foto: Divulgação/ Arquivo pessoal

FOTO: Arquivo Pessoal/Reprodução

Da redação | Um morador do bairro Niterói, em Canoas, precisou ir escoltado pela Brigada Militar até a delegacia. Em 12 horas, ele recebeu 150 ameaças de morte.

Nas redes sociais, as fotos do pai de santo de 47 anos começaram a ser associadas ao retrato falado do homem apontado como seqüestrador da menina Eduarda Herrera de Mello de nove anos. O corpo dela foi encontrado na última segunda-feira (22), nas margens da ERS-118, em Alvorada. Nas postagens, estavam a foto dele, o celular e até o endereço da residência.

“Eu estava na praia quando um amigo me ligou e comentou a postagem que ele tinha visto. No inicio levei na brincadeira, mas depois as ameaças começaram”, comentou. Em pouco tempo, foram mais de 200 ligações de pessoas desconhecidas. “Os alvos além de mim, eram a minha esposa e meus netos. Para ter uma idéia, eles falaram que iriam decapitar as minhas famílias”, recorda.

O medo de sair de casa depois das ligações e mensagens, fez com que o homem ligasse para o 190 e explicasse a situação. “Chamei uma viatura e contei o que estava acontecendo. Estou apavorado e contratei seguranças para ficarem na frente da minha casa durante a noite”, ressaltou.

Na delegacia, o pai de santo registrou ocorrência e gravou um vídeo explicando que tinha procurado a polícia e que não tinha nenhuma ligação com a morte da menina. “meus amigos começaram a compartilhar o vídeo, comentar e as ameaças diminuíram. Quem me conhece sabe que não tenho nenhuma ligação com o retrato falado”, afirma.

Agora, o homem está reunindo as postagens para entrar com um processo. “Vou acionar quem continua compartilhando. Essas pessoas poderiam ter causado um dano maior, compartilhando informações falsas”, finaliza.

O que diz a polícia

De acordo com a diretora do Departamento Estadual da Criança e do Adolescente, Adriana Regina da Costa, que investiga a morte de Eduarda, não há nenhuma investigação contra o pai de santo.

Segundo a delegada, além do morador de Canoas, outro homem também registrou ocorrência nas últimas horas por ter imagem divulgada em redes sociais falando que ele seria o responsável por sequestrar Eduarda.