PC

Foto: Polícia Civil/ Divulgação

Da redação | Agentes da Polícia Civil desencadearam em conjunto com a Corsan uma operação de combate ao furto de água, em Gravataí, nesta quarta-feira (31). Uma pessoa responsável por um estacionamento e lavagem na área central da cidade foi presa em flagrante. A pena para esse crime varia de um a quatro anos de reclusão.

Além disso, outros dois estabelecimentos foram identificados com irregularidades no abastecimento de água, sendo que os responsáveis responderão a procedimento policial pela situação. Ao todo, foram fiscalizados mais de 10 ramais de fornecimento de água.

Conforme o delegado Luciano Dias Peringer, o furto de água por estabelecimentos comerciais acarreta enorme prejuízos para a empresa vítima, bem como para toda a sociedade. Além disso, a subtração de água gera grandes perdas na rede, com prejuízos arcados por toda a população, e consequente diminuição de arrecadação de impostos e retorno de investimentos em saneamento básico para população.