Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução

Da redação | Amigos e familiares de Paulo Júnior da Costa de 22 anos estão procurando por ele desde a noite da última segunda-feira (31). Motorista de aplicativo, o morador de Guaíba, na Região Metropolitana, não foi mais visto.

Uma ocorrência de desaparecimento já foi registrada na Polícia Civil. De acordo com a família, Paulo é estudante de engenharia mecânica e faz estágio em uma empresa na cidade. Porém, nas horas vagas, ele dirige para garantir uma renda extra.

De acordo com a mãe, Neiva Amador, familiares acharam estranho uma mensagem que chegou no celular da namorada de Paulo. No texto, o motorista avisava que faria uma corrida até Pelotas, município que fica mais de 200km de distância de Guaíba. “Aí que nós percebemos que havia algo errado. Ele é muito família. Além disso, a mensagem que ele enviou estava cheio de erros, com pontos entre as palavras, sendo que ele não digitava assim”, comentou.

Cerca de duas horas depois da mensagem, o pai ligou para o filho. De acordo com a mãe, Paulo foi questionado onde estava. “Ele respondeu que tava vindo já. Meu marido ainda pediu para ele pegar carvão”, afirmou a mãe.

A família também estranhou o fato da distância da corrida. “Ele não fazia corridas longas, evitava ir até para Porto Alegre”, salientou Neiva.

Horas depois do último contato, a família se dividiu em grupos e contaram com a ajuda de amigos para tentar encontrar Paulo. Durante a madrugada, Neiva e o marido passaram por um posto de combustíveis perto do pedágio desativado de Eldorado do Sul e pararam para perguntar se os frentistas haviam visto o carro de Paulo. A resposta foi positiva. “Um frentista nos confirmou, mas não soube dizer se ele estava sozinho no veículo”, ressaltou.

A Polícia Rodoviária Federal está auxiliando nas investigações. Em nota, a Uber diz que “está à disposição das autoridades para colaborar com as investigações sobre o desaparecimento do motorista parceiro Paulo Junior da Costa, na forma da lei.”