Foto: Arquivo Pessoal

Da redação | Eliseo de Oliveira Trajano de 38 anos foi morto durante um assalto na noite do último domingo (6) em Canoas, na Região Metropolitana. Abordado por dois criminosos, ele entregou o celular, mas mesmo assim foi atingido por um tiro no peito.

Eliseo tinha vindo de Viamão com a esposa e o enteado, de oito anos, para conhecerem o novo shopping da cidade, que fica na Avenida Farroupilha. Por volta de 21h, saíram do local e foram até uma parada de ônibus na Avenida Boqueirão, no bairro Igara. Ali, eles embarcariam em um coletivo de volta para casa.

Durante a espera, testemunhas relataram que Eliseo estava mexendo no celular. “Isso que deve ter chamado a atenção dos criminosos”, comentou o delegado Marco Antônio Machado, que trabalhou na ocorrência, durante a madrugada desta segunda-feira (7).

Depois de terem anunciado o roubo, a dupla pegou o aparelho telefônico da vítima e mesmo sem a reação de Eliseo, atiraram contra o peito dele. Eles saíram correndo, mas minutos depois, foram encontrados por uma guarnição da BM. Um homem de 19 anos foi preso em flagrante e um adolescente de 16, apreendido, com dois revólveres e o celular.

Eliseo morreu na hora. Pedestres que estavam junto com a família na parada, acionaram o Samu. Uma equipe foi até o local, tentou fazer o resgate, mas a vítima não resistiu.

Na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Canoas, familiares passaram a madrugada conversando com policiais. Para a equipe da Agência GBC, um irmão da vítima, relatou como era Eliseo. “Um cara trabalhador. Estava há mais de 15 anos no mesmo emprego.”