Da redação | Os dois adolescentes, de 15 e 17 anos, apreendidos na tarde de terça-feira (22) confessaram ter assassinado o taxista Ermínio Oliveira da Silva, 39 anos, em Gravataí. O Ministério Público pediu nesta quarta-feira (23) a internação dos menores por latrocínio – roubo com morte.

Os autores revelaram em depoimento que residem em Osório e se deslocaram até Porto Alegre para roubar um carro, com objetivo de retornar ao litoral. Na manhã de terça-feira, a dupla teria abordado vários taxistas na rodoviária da Capital, onde pediram uma corrida até Gravataí ou Santo Antônio da Patrulha. Um deles, Ermínio, aceitou levá-los.

Durante o trajeto, um deles pediu para que o taxista parasse o carro, pois precisava urinar. Nesse momento, a dupla anunciou o assalto. Os adolescentes imobilizaram o motorista e o agrediram com socos até que ele desmaiasse. O corpo foi retirado do carro e deixado no mato, sendo mais tarde encontrado pela polícia, por volta de 09h30. Ermínio apresentava diversas lesões na cabeça.

Um dos jovens assumiu a direção do táxi e passou com o automóvel por cima da vítima, o que teria causado o óbito. Na fuga, o veículo ficou sem combustível e foi abandonado pela dupla, que continuou a fuga a pé pelo matagal. Eles acabaram sendo presos logo após a polícia ter localizado o Siena.

O taxista foi sepultado na tarde dessa quarta-feira no bairro Mathias Velho, em Canoas. Colegas de profissão promoveram uma carreata durante a madrugada.