Foto: Marcelo Borges/Arquivo Pessoal

Da redação | Um grupo de taxistas realizou durante a madrugada desta quarta-feira (23) uma carreta até a Capela Ecumênica, no bairro Mathias Velho, em Canoas. No local está sendo velado o corpo de Ermínio Oliveira da Silva. O taxista foi assassinado e encontrado morto próximo ao cruzamento da BR-290 com a ERS-118, em Gravataí, na última terça-feira (22).

O cortejo saiu da Rotula do Papa, em Porto Alegre, e, segundo estimativa dos participantes, reuniu cerca de cem veículos. Destes, pelo menos 20 eram motoristas de aplicativo que apoiaram o movimento.

Encontrado em um matagal com lesões na cabeça, o condutor atuava no ponto da rodoviária da Capital. O enterro de Ermínio está previsto para as 14h30min, no cemitério Santo Antônio, em Canoas.

Acusados

Ao longo da terça-feira, uma operação em conjunto entre as policiais Civil e Militar, apreenderam os dois suspeitos de envolvimento no assassinato do taxista. Segundo o delegado Gustavo Bermudes Menegazzo da Rocha, da 2ª Delegacia de Polícia de Gravataí, trata-se de dois adolescentes, de 15 e 17 anos.