Foto: Arquivo Pessoal

Da redação | A Polícia Civil está investigando o assassinato de uma transexual na última quarta-feira (30) em Tramandaí, no Litoral Norte. Ana Paula da Costa Ribeiro de 53 anos foi encontrada morta em um terreno no bairro São José.

Quem está respondendo pelo caso é o delegado Paulo Perez. De acordo com o titular da Delegacia de Polícia de Tramandaí, o corpo foi localizado por pessoas que passavam por um terreno na Rua Militão de Almeida. A área fica atrás de uma lavagem de veículos.

Além disso, o delegado comentou que a mulher trabalhava em um bar durante o dia e, à noite, freqüentava a Avenida Fernandes Bastos. “É comum esse local em que ela foi localizada ser usado por quem faz programas”.

Ana Paula foi atingida por diversos golpes de faca. Por isso, a polícia acredita que ela tenha tentado reagir, já que havia ferimentos nos braços.

Linha de investigação

Até o momento, o caso está sendo tratado com um homicídio. Conforme o delegado, ainda não há indícios para que seja configurado um latrocínio, roubo seguido de morte. Amigas da vítima relataram que ela não costumava carregar pertences e nem o celular, que teria sido deixado em casa. “Ainda não sabemos a motivação. Acreditamos, inicialmente, que possa envolver algum desentendimento”, comentou.

Os policiais tentam obter imagens de câmeras de segurança das proximidades, que possam auxiliar a identificar quem esteve com a vítima. Amigos e familiares também serão ouvidos pelos investigadores. “Queremos saber se ela vinha sofrendo algum tipo de ameaças, por exemplo. Por enquanto, não há suspeitos”, afirmou.  

Ana Paula, que era natural de Rosário do Sul, tinha familiares no Vale do Sinos e na Fronteira Oeste. Ela não tinha filhos e morava sozinha em Tramandaí, há mais de duas décadas. Ainda não há informações sobre velório e sepultamento da vítima.