Foto: Arquivo Pessoal

Da redação | Foi identificado como Diego Dagoberto Oliveira Pereira de 28 anos o motorista de aplicativo (2) que foi encontrado morto dentro do próprio carro, com marcas de tiros, no último sábado, na Lomba do Pinheiro, em Porto Alegre. O caso já está sendo investigado pela Polícia Civil.

Conforme o delegado Leandro Bodoia, a polícia ainda não sabe o que motivou o crime. Ele ainda informou que a carteira e o celular do motorista não foram roubados.

Para a polícia, a esposa de Diego relatou que por volta da 1h da madrugada, ele mandou uma mensagem pelo WhatsApp relatando que faria uma corrida particular até Porto Alegre. Depois disso, não fez mais contato.

Porém, Bodoia informou que a vítima não fazia corrida durante o crime. O delegado afirmou que Pereira trabalhava para duas empresas de transporte por aplicativo. As companhias alegaram que as últimas corridas do prestador de serviço ocorreram nos dias 27 e 31 de janeiro.

Além da mulher, Diego deixa três filhos, de 5 e 9 anos, e um bebê de 7 meses.