Jaime Zanatta/ GBC

Foto: Jaime Zanatta/ GBC

Atualizada às 19h30

Da redação | A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga a morte de Ricardo Alves Moreira, 43 anos, na manhã desta quinta-feira (7), em Canoas. O crime ocorreu na Havaí, bairro Mato Grande.

De acordo com o delegado Thiago Carrijo, a vítima trabalhava como serralheiro, mas também atuava como pai de santo e teria feito um “trabalho espiritual” para os criminosos. O assassinato está ligado a um possível acerto de contas.

Como o serviço não havia sido pago, Moreira teria ficado com duas armas como forma de garantia. O material foi recolhido na cena do crime e será periciado. Familiares da vítima são ouvidos na tarde desta quinta-feira.

De acordo com as informações, um dos autores é sobrevivente de um ataque armado em uma lancheria, em setembro do ano passado, no bairro Mathias Velho. Ele foi preso e confessou o crime.