Foto: Jaime Zanatta/ GBC

Da redação | A violência deu as caras novamente no bairro Mathias Velho, em Canoas, na manhã deste sábado. Dentro da lancheria Gula Burger, na Av. Rio Grande do Sul, três pessoas foram executadas a tiros. Elas foram identificadas mais tarde.

Segundo a Brigada Militar, dentro da lancheria, estavam Evaldo Raimundo Júnior Filho, e seu filho Bruno Agertt Raimundo. Ambos morreram no local, depois que dois criminosos chegaram e efetuaram mais de 50 disparos de arma de fogo. Cápsulas de calibres 9, 380 e 765 ficaram espalhadas pelo chão.

Outras duas pessoas foram atingidas pelos tiros. Uma delas, Diogo Vieira da Fonseca, morreu ao ser socorrida pelo Samu e encaminhada ao Hospital de Pronto Socorro de Canoas. A outra, companheira de Diogo, Pamela de Oliveira Garcia, está em estado grave na unidade hospitalar.

Foto: Jaime Zanatta/ GBC - Logan onde estava o filho de uma das vítimas.
Foto: Jaime Zanatta/ GBC – Logan onde estava o filho de uma das vítimas.

O que chamou a atenção de populares e até mesmo da polícia foi a sorte do outro filho de Evaldo, que estava cochilando no interior do carro da família, um Renault Logan, cor prata e placas IUK-3754, estacionado na frente da lancheria. Ao descansar dentro do automóvel, evitou que fosse provavelmente a quarta vítima do ataque a tiros.

Ninguém foi preso até agora. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).