Foto: Jaime Zanatta/GBC

Foto: Jaime Zanatta/GBC

Da redação | A empresa Sogal, que opera as linhas municipais de Canoas, na Região Metropolitana, protocolou na última quinta-feira (21) o pedido de reajuste na tarifa do transporte coletivo. O valor passaria dos atuais R$ 4,20 para R$ 4,76, o que significa um acréscimo em torno de 13,5%.

Conforme o diretor superintendente da Sogal, Marlon Casagrande, os principais fatores para o pedido de reajuste estão a queda em mais de 11% no número de passageiros pagantes, a compra dos ônibus que renovaram a frota em 2018 e os custos dos insumos para manter a operação que vão desde a folha de pagamento até peças para a manutenção dos veículos. “Desde a metade de 2018 estamos convivendo com o desequilíbrio tarifário”, comentou.

As discussões sobre o reajuste nas tarifas pelo Conselho Municipal de Transportes Urbanos (COMTU) e a Prefeitura devem começar nesta semana. Por enquanto, não há uma data para que a nova tarifa comece a ser cobrada.

Último reajuste

A última alteração no valor da tarifa cobrada pela Sogal foi em março de 2018. Na época, o valor passou de R$ 3,75 para os atuais R$ 4,20.