Foto: Internet/Reprodução

Da redação* | Mesmo não sendo nativo do Rio Grande do Sul, o escorpião-amarelo já foi encontrado em diversos municípios gaúchos. Em Sapucaia do Sul, a Prefeitura pede atenção da população, pois registrou a presença do animal nos bairros Piratini e Três Portos.

A secretária de Saúde, Roberta Bazzo, explicou que o escorpião-amarelo vem expandindo sua área de ocorrência no Brasil, principalmente por conta da movimentação de cargas de alimentos. “Pedimos a atenção da comunidade, em especial quando vão a supermercados e fruteiras. É preciso que todos estejam atentos com relação à presença de escorpiões-amarelos, a fim de controlarmos a dispersão do animal e evitarmos a ocorrência de acidentes.”

A Vigilância em Saúde do Município vem monitorando e realizando ações para controle do animal, como a sua captura. O animal apresenta veneno perigoso, podendo levar a óbito, principalmente entre crianças, idosos e pessoas debilitadas.  Em caso de acidente, a pessoa deve ser encaminhada para a Fundação Hospital Municipal Getúlio Vargas, que já conta com soro disponível. “É importante informar a Vigilância em Saúde tanto se o escorpião-amarelo foi visto, quanto se ocorrer algum acidente”, destacou a secretária. Os telefones da Coordenação de Vigilância em Saúde são 3451-0624 e 34526119.

Alguns cuidados são necessários para evitar a presença do escorpião-amarelo. São eles:

Não descartar resíduos em local irregular;

Manter limpa residências e pátios, protegendo-se com luvas e calçados durante a limpeza;

Vedar ralos, caixas de gordura e frestas nas paredes, e utilizar veda-portas e telas;

Realizar limpeza de verduras ao serem levadas para casa;

Vistoriar caixas, madeiras, tijolos e telhas trazidos da rua;

Afastar móveis das paredes e não deixar calçados expostos na rua;

Realizar o controle de insetos, em especial baratas.

*Com informações da Prefeitura de Sapucaia do Sul