Foto: Polícia Civilo/ Divulgação

Da redação | A prisão temporária de uma jovem de 19 anos suspeita de latrocínio foi convertida em preventiva, na tarde de segunda-feira. Ela é investigada por envolvimento na morte do motorista de aplicativo Paulo Sérgio Machado, 47 anos. O crime ocorreu na madrugada do dia 10 de junho, no bairro Stela Maris, em Alvorada.

Conforme o delegado Edimar Machado, a mulher havia sido presa temporariamente no dia 26 de junho. quando dois homens também foram capturados, no bairro Formoza.

“Tratava-se de uma prisão temporária com prazo de cinco dias, sendo que com o surgimento de novos indícios, foi representado pela prisão preventiva”, explica o delegado. A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Alvorada cumpriu o mandado de prisão preventiva.

Paulo Sérgio Machado foi encontrado sem vida na rua Bezerra de Menezes. O carro utilizado por ele para trabalhar, um Fiat Uno, estava próximo ao corpo. A vítima foi alvejada por, pelo menos, quatro disparos de arma de fogo pelas costas.