Da redação | A Secretaria Municipal da Educação de Canoas acompanha de perto o caso envolvendo um menino de cinco anos, que teve o rosto arrastado na brita, no pátio de uma escola infantil do bairro Fátima.

O caso ocorreu na última quinta-feira e, desde sexta, é acompanhado pela pasta e também deve ser investigado pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).

Leia a nota na íntegra:

A Secretaria Municipal de Educação acompanha o caso desde sexta-feira, quando foi procurada pelos pais da criança para comunicarem o ocorrido, e está tomando as devidas providências nas questões administrativas e pedagógica pertinentes, como acordado com os pais naquele dia.

Comunicamos também que tratou-se de episódio envolvendo duas crianças pequenas, de mesma faixa etária, e que, conforme a escola, estavam sob a supervisão de profissional habilitada, a qual prestou os primeiros socorros prontamente.

Por se tratarem de crianças de 5 anos, a Secretaria de Educação reitera que prestará todo atendimento pedagógico e psicológico necessário aos envolvidos. A escola reforça que todos os seus alunos são tratados igualmente, sem nenhuma distinção.