Foto: Vinícius Thormann

Foto: Arquivo/ Secom Canoas/ Vinícius Thormann

Da redação | Com o fim do contrato nº 64, no dia 31 de julho, a Prefeitura de Canoas realizou a transição dos serviços prestados nas unidades de saúde do município que estavam sob a gestão do Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG). O documento não podia ser mais renovado, de acordo com a lei que regula das licitações.

Desde o último dia 1º de agosto, 113 profissionais da área da saúde, como médicos e enfermeiros, além de 46 trabalhadores da área higienização e 88 recepcionistas, começam a atuar na rede de saúde de Canoas. Em nota, a a administração canoense comunicou que a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) elaborou um plano de ação que irá garantir que pacientes sejam atendidos com regularidade.

Para isso, foram realizados processos seletivos e licitações. A Fundação Municipal da Saúde realizou um concurso para a contratação de profissionais da área da saúde. Já estão em atuação 113 trabalhadores, como médicos generalistas, pediatras, gastroenterologista, dermatologista, geriatra, psiquiatra, psicólogos, enfermeiros, farmacêuticos  e técnicos de enfermagem. 

Nos próximos dias, 25 novos contratados tomam posse e também começam a atuar, completando o número de 138 novos trabalhadores na área da saúde. Boa parte desses profissionais já atuavam nas unidades, mas eram contratados do HNSG. Eles passaram pelo processo seletivo da Fundação Municipal de Saúde e foram aprovados. 

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Boqueirão passa a ser administrada por uma nova empresa, que venceu o edital de concorrência. Ela aproveitou os profissionais que atendiam no local. Dessa forma, o número de demissões de trabalhadores da saúde foi bastante baixo.

A empresa que venceu o certame para realizar esses serviços nas 27 unidades básicas de saúde de Canoas utilizou o Banco de Oportunidades. Os profissionais que eram ligados ao Gracinha cadastraram seus currículos no Banco de Oportunidades e foram selecionados pela nova empresa. Dos 76 funcionários de recepção que atuavam nas unidades e seriam demitidos, 55 foram reaproveitados.