Foto: Polícia Civil/Divulgação

Da redação | O idoso de 78 anos preso na última quarta-feira (21) pela Polícia Civil, em Nova Santa Rita, tinha um pônei. Era com o brinquedo que ele atraia as crianças e depois as estuprava.

Conforme a Polícia Civil, ele até deixava as crianças brincarem, mas, com uma condição: que elas aceitassem os abusos. Uma menina de sete e um menino de oito anos foram as vítimas, que denunciaram o crime, e fizeram com que o homem fosse preso pelos agentes da 1ª Delegacia de Polícia de Canoas.

Os crimes aconteceram em janeiro de 2018, em Canoas. Porém, depois das denúncias, ele fugiu para Nova Santa Rita.

O delegado Rafael Pereira coordenou a investigação e encontrou o esconderijo do acusado. “A função da polícia judiciária compreende diversas atividades, e uma das mais importantes delas é a prisão de indivíduos que ferem os direitos dos vulneráveis”, pontuou.

O diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (2ª DPRM) – Regional de Canoas/RS, delegado Mario Souza, reiterou que “o enfrentamento à violência sexual é fundamental,” e que “se torna ainda mais urgente quando o fato é praticado contra crianças e outros vulneráveis.” Por fim relatou que “a polícia trabalha com prioridade máxima nos crimes contra as crianças e que as pessoas devem denunciar para que não haja impunidade.”

Após a lavratura do procedimento policial o preso foi encaminhado ao sistema prisional.