Da redação | Debora Cristina Gomes Soares, 51 anos, morreu 15 dias depois de sofrer ferimentos decorrentes de uma explosão em um restaurante de São Leopoldo, no Vale do Sinos. Ela estava internada no Hospital Cristo Redentor (HCR), em Porto Alegre. Na última quarta-feira (09), a vítima não resistiu e faleceu na casa de saúde.

O episódio ocorreu no dia 24 de setembro, em um estabelecimento da rua Saldanha da Gama, no Centro da cidade. Segundo os bomebeiros, o local não apresentava Plano de Prevenção Contra Incêndios (PPCI). A explosão teria ocorrido na cozinha, onde Debora trabalhava, quando o funcionário de uma distribuidora de gás trocava o botijão. Na ocasião do sinistro, quatro pessoas ficaram feridas em razão das queimaduras e foram socorridas ao Hospital Centenário.

Debora e o funcionário foram transferidos para a Capital. Ele segue internado no Hospital Mãe de Deus. Outras duas jovens foram atendidas no Centenário e liberadas no mesmo dia da explosão. O caso está sendo investigado pela 1ª DP de São Leopoldo.