Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução

Uma disputa patrimonial envolvendo herança seria a motivação para o assassinato de Andressa Reinaldo Ellwanger. O marido dela, André Ellwanger, é acusado de ter contratado Anderson José dos Santos para simular um roubo e matar a esposa.

O crime foi cometido na frente da filha do casal, em setembro de 2016, no bairro Estância Velha. Conforme a acusação, o marido pagou R$ 10 mil para Santos, que foi seu funcionário e se relacionava com a prima da vítima.

Andressa foi morta na madrugada dia 18. A família chegava em casa do Acampamento Farroupilha de Canoas, quando o criminoso anunciou o roubo. Mesmo sem qualquer reação da vítima, o bandido atirou na cabeça dela e fugiu do local.

Na sequência, conforme o Ministério Público (MP), André simulou que prestaria socorro para a mulher e chegou, inclusive, a pedir ajuda aos vizinhos.

André não aceitaria o fim do relacionamento com Andressa. Isso implicava em uma disputa patrimonial de herança.

Nessa terça-feira (03), teve início o julgamento de André e do comparsa Anderson pela 1ª Vara Criminal de Canoas.