Foto: JL Balestrin/GBC

Em nota, a Secretaria da Saúde de Canoas se manifestou sobre o caso de um bebê foi encontrado morto em uma lixeira da UPA Boqueirão, na última quarta-feira (1°). A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Canoas está investigando o episódio.

Quer mandar sugestões de pauta e flagrantes da sua cidade? Então, anote nosso WhatsApp: (51) 9 8917 7284

A mãe da criança, uma menor de 15 anos, pode responder por homicídio, caso seja confirmado o óbito após o parto. Ela foi socorrida na UPA e encaminhada ao Hospital Universitário.

A Prefeitura informou que está averiguando o histórico e as condições da paciente, e colabora com a investigação policial do caso.

Leia a íntegra:

A Secretaria da Saúde de Canoas informa que por volta das 7 horas dessa quarta-feira (1⁰) uma adolescente foi acolhida na UPA Boqueirão, com queixas de fortes dores abdominais. Os médicos foram acionados quando ela pediu socorro ao ir ao banheiro da UPA, onde foi constatado que havia um feto já sem vida. A jovem, que alegou desconhecimento sobre a gravidez, teve os primeiros socorros realizados no local, e foi encaminhada ao Hospital Universitário. A Secretaria da Saúde está averiguando o histórico e as condições da paciente, e colabora com a investigação policial do caso.